6 coisas que você precisa saber antes de colocar um código de barras em seus produtos

15/07/2016
Por cbbr
colocar um código de barras

Você sabe o que precisa saber antes de colocar um código de barras em um produto? Aprenda hoje mesmo!

1. De onde vem o seu número do código de barras

Há duas maneiras em relação à fornecer números de código de barras para seus produtos. A primeira forma é através do GS1 – o fornecedor oficial internacional de números de código de barras. Aqui você irá alugar seus códigos de barras anualmente e será obrigado a pagar uma taxa de inscrição inicial também.

A alternativa é a compra de seus códigos de barras através de um revendedor respeitável, como Códigos de Barras Brasil. Revendedores de código de barras compraram seus números diretamente da GS1 antes de mudanças na lei ser feita em 2002 – que agora lhes permite revender códigos de barras a uma taxa paga uma única vez para os clientes. Com um revendedor de código de barras, não há taxas anuais envolvidas – uma vez adquirido, o código de barras irá pertencer a você para sempre. Códigos legítimos GS1 revendidos não terão o prefixo 789 assim você deve tomar cuidado com qualquer um que vende códigos que refletem isso como um código único GS1, vendendo códigos começando com este número, todos os revendedores legítimos têm ue refnúmeros qletem os países de origem, sendo esses os EUA e o Canadá. O prefixo não faz diferença quanto à funcionalidade dos códigos e a única coisa que importa é que os códigos sejam gerados por GS1 e, portanto, únicos no mundo inteiro.

2. Se o código de barras é aceito em seus varejistas destinados

Desde que o seu número origine-se de GS1, você pode estar certo de que ele será aceito em lojas e que será um número que é totalmente exclusivo para você e seus produtos. Alguns supermercados já atualizaram para o sistema Datanet, nesse caso você pode deverá adquirir um número GLN da GS1, a fim de registrar seus produtos. Porém, uma vez que a obtenção deste número GLN seja feita, você ainda será capaz de usar os números UPC que fornecemos aqui no Códigos de Barras Brasil.

3. Qual formato você precisa utilizar

Para todos os produtos que vão ser vendidos em lojas de varejo (e isto varia de DVDs à torradeiras, de sucos à fronhas de travesseiro), você vai exigir um número de código de barras de varejo que está codificado em um formato UPC-A e EAN-13. Para livros e revistas, será necessário respectivamente um ISBN ou ISSN, pois os detalhes de publicação serão capturados na Biblioteca Nacional do Brasil

4. Quantos códigos de barras você precise para a sua gama de produtos

Quer resumir para simplificar? Um número de código de barras único para cada variação do produto. Por exemplo, se você está vendendo 250ml e 500ml em sucos de maçã, laranja e manga, você precisará de 6 códigos de barras :

250ml maçã
500ml maçã
250ml laranja
500ml laranja
250ml manga
500ml manga

5. Como você vai imprimir os seus códigos de barras

Não se preocupe se você não saber falar a diferença entre um formato JPEG e PNG ou se você só nunca imprimiu um documento do Word. Você tem algumas opções para colocar códigos de barras em seus produtos de uma forma profissional. Designers gráficos e empresas de impressão são geralmente entendem bastante quando se trata de corrigir dimensionamento, escaneabilidade e impressão. Portanto, uma vez que você tem seus números ou imagens, simplesmente envie-os para os profissionais e eles vão saber o que fazer. Se você já aprovou e imprimiu a embalagem do produto de modo que a inserção não é uma opção, rótulos com seu código de barras podem ser impressos em papel de impressora para você colar em sua embalagem.

6. Saiba se o seu produto final é realmente escaneável

Sempre assegure-se de testar seus códigos de barras antes de ir adiante com a maior impressão final. Peça suas impressoras de código de barras ou a empresa que você está usando para lhe enviar algumas amostras de seus códigos de barras impressos para que você possa verificar se eles são escaneáveis. Você pode fazer isso escaneando as imagens com um escaneador de código de barras normal, ou se você não tiver um, vá em um de seus varejistas e os peça para escanear os códigos de barras para você.

6 coisas que você precisa saber antes de colocar um código de barras em seus produtos
Avalie este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *