Como fazer uma boa otimização de conteúdo para vender mais?

26/02/2018
Por cbbr

Uma boa forma de conseguir aprimorar suas vendas é fazer uma boa otimização de conteúdo para que as pessoas possam saber da existência de seus produtos.

Mas será que todo mundo sabe fazer isso? É claro que algumas pessoas têm essa dificuldade, o que na verdade é algo bem comum. É esse o seu caso?

Então, vamos mostrar para você através desse artigo como conquistar uma boa otimização de conteúdo, e assim, aumentar ainda mais suas vendas.

Passo 1# – Compreenda a personalidade do seu cliente

Compreender a personalidade do seu cliente desempenha um papel excelente na otimização de conteúdo para maior conversão. O primeiro passo é definir o seu segmento de clientes com precisão.

Comece com a exploração dos desejos, dores, atitudes e compreensão de seus potenciais clientes, e compreenda suas necessidades.

Se você descobriu um novo segmento de cliente, pode modificar seu modelo comercial para acomodar a nova oportunidade.

O uso de mapa de empatia não só ajuda você a acelerar o processo de descoberta do cliente, mas também fornece ferramentas acionáveis ​​para explorar diferentes aspectos da personalidade dele e criar modelos de negócios inovadores.

Imprima uma cópia do modelo de mapa de empatia e coloque-o em uma parede.

Você pode usar o modelo para categorizar suas perguntas e se concentrar no que seus clientes dizem, fazem, pensam, sentem, ouvem e veem.

O mapa de empatia também permite que você descubra mais sobre as dores e desejos do seu cliente.

Responda as seguintes perguntas com relação aos seus clientes, mas não se limite a este conjunto.

  • O que ele sonha alcançar?
  • Como ele percebe o sucesso?
  • O que a influencia a fazer uma compra?
  • Quantas mídias sociais e comunidades influenciam suas decisões?
  • O que o preocupa?
  • Como ele se comporta em público e entre amigos?

Mesmo se você segmentar o mesmo grupo de clientes que seus concorrentes, é vital não copiar e implementar suas estratégias de otimização de conversão.

Passo 2# – Alavancar dados históricos

otimização de conteúdo

Você deve ser capaz de fazer backup de suas estratégias CRO com dados históricos antes de pensar sobre qual estratégia de ranking de crescimento implementar.

Por exemplo, extrair dados sobre seus clientes existentes que se inscreveram em seu plano mensal pode ser um ótimo guia para aprender mais sobre o valor de vida útil dele.

Saber quanto tempo um cliente permanece com você antes de sair e usar o produto de um competidor, lhe permite criar estratégias de engajamento que resultem em maior taxa de retenção.

O mesmo cenário aplica-se a empresas que oferecem ofertas pontuais e geram receita de vender produtos tangíveis.

Você pode usar estratégias de redirecionamento e melhorar sua iniciativa de otimização da taxa de conversão com base no comportamento de compra do seu cliente.

Simplesmente, destaque o grupo que fez compras de acompanhamento ou encaminhou novos clientes para o seu negócio e peça que eles se juntem ao seu programa de fidelidade.

Além disso, descobrir se esses segmentos de clientes são encaminhados para você através de redes sociais ou de um parceiro permite que você ajuste as estratégias de otimização de conteúdo de destino adequadamente.

Passo 3# – Educar seus clientes

Em vez de dirigir todos os tráfegos para a sua página de inscrição, na esperança de que eles amem seu produto e façam um pagamento, você deve se concentrar na criação de um processo automatizado para ajudar seus visitantes a ter um passeio agradável e educacional em seu site.

Tenha em consideração que cada segmento de cliente possui um conjunto de necessidades exclusivas que devem ser atendidas em conformidade.

Se você está usando estratégias de marketing remuneradas ou alavancando técnicas de SEO para atrair clientes para o seu negócio, é essencial levar seus visitantes à página de destino correta.

Por exemplo, você pode publicar um guia de iniciantes sobre como tirar o melhor proveito do seu produto em seu blog e dirigir visitantes inexperientes e novos para o seu blog antes de empurrá-los para o seu funil de conversão.

Por outro lado, você pode configurar um anúncio separado para usuários experientes e fazê-los visitar sua página de produtos de oferta limitada.

Desta forma, você está abordando seus segmentos de clientes do jeito certo, além de melhorar sua taxa de conversão, o que, consequentemente, resulta em vendas mais elevadas.

Verdadeiramente, concentrando-se nos números e alertando os visitantes com as janelas pop-up “inscreva-se agora” antes mesmo de saber quais os valores que seu produto pode oferecer afetarão sua taxa de conversão negativamente.

Isso é uma acaba atrapalhando a otimização de conteúdo.

Passo 4# – Participe com seus clientes

Um dos erros comuns que os comerciantes on-line fazem sobre a estratégia de otimização de conteúdo é chamá-lo no momento em que o cliente faz uma compra.

De acordo com a Econsultancy, 82% das empresas admitiram que a retenção de clientes é significativamente mais barata do que a aquisição de novos.

Também foi relatado pela Ipsos que a aquisição de clientes custa 500 por cento mais do que sua retenção.

Configurar um blog e criar uma sólida estratégia de marketing por e-mail para manter seus clientes envolvidos com dicas úteis irá revigorar sua estratégia de retenção de clientes.

Basta aproveitar estratégias como o marketing de conteúdo para elaborar um conteúdo, de preferência um guia passo a passo e compartilhá-lo com seus clientes.

Você deve levar o seu relacionamento comercial mais a sério do que o que for definido nos seus termos e condições.

Envolver-se com clientes depois de comprar seu produto pode resultar em uma maior fidelidade do cliente.

Você pode até fazer com que eles amem seu negócio ao encontrar os problemas mais desafiadores que o cliente enfrenta quando usam seu produto e ajudam-no a abordá-lo de graça.

Como otimizar os títulos de produtos em sites de vendas

Semelhante ao algoritmo de busca do Google, alguns sites possuem sua própria infraestrutura que determina onde seu produto irá classificar.

A melhor maneira de pensar sobre o ranking de busca é imaginar-se como o comprador.

Quando os compradores estão à procura de um par de “óculos de sol vermelhos”, é provável que digitem sua consulta na barra de pesquisa em vez de filtrar a seção de categorias.

As palavras-chave são correspondentes aos termos de pesquisa que o comerciante entrou para o seu produto.

Como a “pesquisa” é a forma como a maioria dos compradores procuram produtos, é importante desenvolver títulos e descrições de produtos com todas as otimizações necessárias para se destacar em relação aos concorrentes.

O número de visualizações para uma página de detalhes do produto pode aumentar significativamente adicionando apenas um termo de busca adicional – se for um termo relevante e convincente.

Outros fatores, como preço, disponibilidade, seleção e histórico de vendas também ajudarão a determinar onde um produto aparecerá nos resultados da pesquisa.

Normalmente, os produtos com maiores vendas serão colocados mais acima na lista de pesquisa. Quanto mais vendas, melhores chances de maior ranking.

Criando uma página de detalhes

Uma ótima página de detalhes apresenta com precisão toda a informação do produto que um cliente deseja e precisa para tomar uma decisão de compra, o que é exigido na otimização de conteúdo.

Ao criar esses elementos da página de detalhes, é fundamental ser o mais preciso possível com as informações do produto. Os clientes querem saber exatamente o que estão comprando.

Componentes importantes de uma página de detalhes incluem:

  • Um título conciso e único
  • 5 pontos transmitindo a informação mais importante sobre o produto
  • Uma descrição precisa do produto, descrevendo detalhadamente todas as suas principais características
  • Uma imagem de produto clara de exatamente o que o cliente está comprando

O que incluir em títulos de produtos?

  • Capitalize a primeira letra de cada palavra
  • Todos os pontos devem ser numerais
  • Se o tamanho não for um detalhe relevante, não o liste no título
  • Se o produto não vier em várias cores, a cor não deve ser notada no título

Otimize títulos com palavras-chave

As palavras-chave são um componente vital de qualquer título de produto, mas os varejistas devem estar cansados ​​do preenchimento de palavras-chave – uma prática que pode prejudicar sua classificação.

Os produtos com informações claras e detalhadas são mais propensos a obter uma maior taxa de cliques e converter. O aumento das vendas acabará por conduzir a uma melhor classificação.

Quando um comprador está procurando uma capa, eles conhecem as informações de detalhes importantes do produto porque estão listados no título, incluindo a marca, a cor e o tipo de dispositivos com os quais é compatível.

Título e Fórmulas para Categorias

Dependendo da categoria, pode haver fórmulas adicionais para cada item. Cada categoria de produto possui uma fórmula de título de produto específico.

Todas as categorias começam com a marca e listar o nome do produto, mas outros atributos do título podem incluir:

  • padrão
  • número do modelo
  • potência
  • tamanho, cor, quantidade (se houver mais de um)

Uma vez que o título é a primeira fonte de informação para os clientes durante uma pesquisa, é importante que todos os títulos sigam as diretrizes e tenham capitalização e ortografia corretas.

Práticas recomendadas para principais recursos do produto:

  • Destaque os cinco principais recursos que você deseja que seus clientes considerem, como dimensões, informações de garantia ou adequação à idade.
  • Comece cada ponto com uma letra maiúscula
  • Escreva em fragmentos e não inclua pontuação final
  • Escreva todos os pontos como numerais
  • Separar frases em ponto com ponto e vírgula
  • Explicar medições
  • Não escreva declarações de quantidades; seja o mais específico possível com características e atributos do produto
  • Não insira informações específicas da empresa; esta seção é apenas para características do produto
  • Não inclua informações de envio ou de empresa. A política de alguns sites proíbe incluir informações de vendedor, empresa ou de transporte

Descrições de produtos

Toda página de detalhes do produto também deve descrever os principais recursos do mesmo, como tamanho, estilo e para o qual o produto pode ser usado.

A Amazon (um dos maiores sites de vendas do mundo) incentiva os vendedores a incluir dimensões precisas, instruções de cuidados e informações de garantia e usar gramática correta, pontuação e frases completas.

Não inclua nenhum dos seguintes tipos de informações:

  1. Nome do Vendedor
  2. Endereço de e-mail
  3. URL do site
  4. Informações específicas da empresa
  5. Detalhes sobre outro produto que você vende
  6. Língua promocional, como “VENDA” ou “frete grátis”

Acredite, embora coisas assim sejam comuns em sites de buscas, o ranking da maioria, incluindo do Google, dá atenção especial a produtos bem estruturados, o que faz com que a otimização de conteúdo seja importante.

Portanto, não deixe de trabalhar bem nisso para que suas vendas sejam maiores.

Conclusão

A otimização de conteúdo para alavancar as vendas é mais que importante, afinal, como as pessoas terão acesso a seu produto sem uma boa fonte de informação?

Como fazer uma boa otimização de conteúdo para vender mais?
Avalie este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *