Como ser um assistente virtual

07/06/2018
Por cbbr
como ser um assistente virtual

Você sabia que assistente virtual é uma das profissões que mais crescem no Brasil?

Embora muitas pessoas desconheçam esse tipo de trabalho, ele já conquistou muitos adeptos por seus inúmeros benefícios, principalmente a possibilidade de ganhar dinheiro trabalhando de casa.

Se você quer entender melhor do que se trata essa nova profissão, confira as nossas dicas sobre como ser um assistente virtual e usufruir de todos os benefícios dessa profissão!

Aqui, você aprenderá os seguintes tópicos sobre Assistente Virtual e o que é necessário para essa profissão.

O que é um Assistente Virtual?

Um assistente virtual é um profissional independente que oferece serviços de assistência administrativa ou técnica, trabalhando de forma online.

É um profissional autônomo e trabalha como freelancer.

O serviço prestado por esses profissionais envolve assistência:

  • administrativa;
  • técnica;
  • criativa;
  • social.

Ou seja, o assistente virtual desempenha tarefas que vão desde assuntos burocráticos até a criação de apresentações e organização de eventos.

O assistente virtual pode ser contratado por outros profissionais, como empreendedores digitais, por startups, pequenas, médias e grandes empresas.

Ele trabalha remotamente, ou seja, não precisa estar fisicamente presente na empresa.

Todo os serviços prestados podem ser realizados a partir da sua casa ou de qualquer outro lugar que queira trabalhar, basta estar conectado à internet.

A profissão surgiu nos Estados Unidos e foi ganhando espaço no Brasil e no mundo.

Empreendedores e profissionais liberais adotam cada vez mais essa profissão, que traz inúmeros benefícios tanto para quem trabalha como para quem contrata.

É um mercado em expansão e a tendência é seguir crescendo.

Nesse artigo, vamos conhecer um pouco mais dessa profissão, que ganha cada vez mais adeptos no Brasil, assim como os seus benefícios.

assistente virtual

Qualidades e habilidades do Assistente Virtual

O assistente virtual, assim como em qualquer outra profissão, precisa ter algumas qualidades e habilidades desejáveis para o bom exercício das suas funções.

A principal delas, é ser ser uma pessoa proativa.

A empresa ou o empreendedor que contrata um assistente virtual, delega atividades importantes para esse profissional.

Para planejá-las e executá-las com eficiência e eficácia, é preciso entender as necessidades do cliente e se antecipar e elas, sempre buscando soluções criativas e os melhores resultados!

Em segundo lugar, é fundamental ser uma pessoa organizada para ser um assistente virtual…

Um profissional organizado consegue executar as tarefas dentro do prazo, economizando tempo e evitando o stress do acúmulo de tarefas.

Entregar as atividades dentro do prazo ou avisar com antecedência caso necessite de mais tempo para concluí-las, faz com que você seja um profissional respeitado e cada vez mais valorizado no mercado.

Além disso, trabalhar em casa, no esquema home-office, requer muita disciplina e organização.

Trabalhar como freelancer traz muitos benefícios, mas também grandes responsabilidades. Uma delas, é saber gerenciar bem o seu tempo para cumprir com todas as suas obrigações dentro dos prazos estabelecidos.

Por último, mas não menos importante, o assistente virtual precisa ser caprichoso e prezar pela qualidade do seu trabalho.

Para se diferenciar no mercado, deve buscar desenvolver as suas tarefas com excelência, à partir das necessidades do cliente.

Afinal de contas, o objetivo do trabalho de um assistente virtual é satisfazer as expectativas do cliente e atender às suas demandas, valorizando, assim, a confiança depositada em seus serviços.

O que faz um Assistente Virtual?

O assistente virtual, na prática, executa vários tipos de atividades, entre elas:

  • Digitação e tradução de documentos.
  • Atualizações dos sites e redes sociais da empresa.
  • Elaboração de planilhas e apresentações de slides.
  • Formatação de textos.
  • Pagar e receber contas.
  • Controle e organização de agendas.
  • Organização de festas e eventos.

Essas são as atividades mais comuns realizadas por um assistente virtual.

É claro que a definição dos tipos de serviço que serão prestados, vai depender das necessidades e demandas de cada empresa, pois cada cliente é único.

O assistente virtual deve procurar conhecer as necessidades específicas de cada cliente para encontrar a melhor forma de atendê-las.

Ao conhecer a fundo o tipo de negócio e os objetivos da empresa, ele é capaz de oferecer os melhores serviços, com qualidade e profissionalismo, agregando valor à empresa.

Além dos serviços prestados por um assistente virtual listados acima, ele pode, ainda, colaborar com a manutenção do bom relacionamento com os clientes da empresa, ficando responsável por responder e-mails, atender e realizar chamadas.

Quando uma empresa preza pelo bom relacionamento com o cliente, e delega a responsabilidade de zelar por isso a uma só pessoa, garante que os seus clientes serão sempre bem atendidos em suas demandas.

Em alguns casos, o assistente virtual pode realizar tarefas pessoais para quem o contrata, como por exemplo, comprar flores para a esposa do chefe no dia do aniversário dela.

É importante frisar que, ao fechar um contrato, ambas as partes, assistente virtual e contratante, deixem claro o que esperam um do outro. Faça uma descrição completa dos serviços que serão prestados para evitar problemas futuros.

Empreendedores e empresários, sejam iniciantes ou veteranos, precisam focar nas ações que irão fazer o seu negócio crescer. Ao contratar um assistente virtual, eles têm a oportunidade de delegar tarefas, ganhando um tempo precioso para priorizar outras atividades mais importantes e ter mais tempo livre.

Quanto ganha um Assistente Virtual?

A dúvida sobre como cobrar quando se trata de trabalhos freelancers, como é o caso do assistente virtual, é muito comum. Para saber quanto ganha hoje, em média, um assistente virtual, é necessário calcular as horas trabalhadas e saber o tipo de serviços que irá realizar.

Existem ferramentas virtuais para ajudar no cálculo do valor da hora de trabalho, baseado nas suas expectativas de ganho, custos e despesas mensais. Na maioria dos casos, o assistente virtual cobra por hora ou fecha um pacote de serviços mensais com o cliente.

O valor da hora vai depender da complexidade do trabalho a ser executado. Algumas funções são mais trabalhosas do que outras, e isso influencia o valor a ser cobrado por hora.

No entanto, podemos estabelecer uma média salarial de um assistente virtual, que em geral, ganha entre R$ 1500,00 e R$ 5000,00 por mês. Esse valor pode ser maior ou menor dependendo do número de horas trabalhadas e dos serviços prestados.

Cabe ao assistente virtual calcular quanto vale a sua hora de trabalho, baseando-se nas suas capacidades e na quantidade de horas que deseja trabalhar. Com esses dados em mãos, pode fazer uma proposta real e justa ao contratante para que possam negociar até chegarem a um acordo.

A recomendação é que o assistente virtual crie um site onde possa demonstrar as suas habilidades e os tipos de serviço que oferece. Criar um portfólio, é fundamental para que possa ser visto e facilmente encontrado.

Em seu site ou portfólio, é recomendável incluir recomendações de clientes antigos, ou no caso dos iniciantes, criar exemplos dos trabalhos que deseja realizar. Falaremos adiante sobre como criar um portfólio incrível!

Ao organizar todas as suas informações em um portfólio, o assistente virtual pode buscar por potenciais clientes que se encaixem no seu perfil, e oferecer os seus serviços.

Com o tempo, à partir das suas habilidades e perfis dos clientes mais atendidos, cria um nicho de mercado, tornando-se um especialista. Ao especializar-se, pode se tornar autoridade no assunto, agregando valor ao seu trabalho.

Quais os benefícios do Assistente Virtual?

Desde os anos 90, a assistência virtual é um trabalho comum no exterior. No Brasil, o serviço ainda é novidade para alguns, mesmo se tratando de um mercado em expansão.

As pesquisas recentes, revelaram que o mercado global para assistência virtual valerá 8 bilhões de dólares em 2024 (dados publicados em relatório recente pelo mercado da transparência).

Há três anos, em 2015, esse valor era de 630 milhões de dólares. A previsão é de um crescimento significativo, que aquece o mercado da assistência virtual. Quem ainda não conhece os benefícios de um assistente virtual, deveria conhecer!

O maior benefício de se contratar um assistente virtual, é ter um funcionário focado nas necessidades da empresa ou do empreendedor. Muitos empreendedores ficam sobrecarregados e acabam acumulando funções na sua empresa, principalmente no início de um negócio.

Além de terem que pensar em estratégias e ações importantes para o futuro da empresa, acabam acumulando funções que tomam muito tempo, como atender aos clientes, receber e enviar pedidos, gerenciar sites e mídias sociais, entre outras.

O resultado é que fica impossível realizar bem todas as tarefas. Dessa forma, acaba-se por priorizar algumas e sacrificar outras, o que pode ser prejudicial para a saúde do negócio.

O assistente virtual é contratado, na maioria das vezes, por empreendedores digitais, que buscam uma pessoa habilidosa e competente para delegar algumas tarefas que consomem muito o seu tempo.

No entanto, devido às facilidades que a internet proporciona, e ao crescimento de profissionais freelancers, empresários de pequenas a grandes empresas têm optado pela contratação de um assistente virtual.

Na prática, ter um assistente virtual é importante para auxiliar empreendedores e empresários a buscar soluções para os problemas que vão surgindo na medida em que o negócio começa a crescer.

Encontrar um assistente virtual habilidoso e competente vai dar força para o crescimento da sua empresa, pois ele ajuda na sua organização básica e necessária que todo empreendedor necessita!

Como contratar um Assistente Virtual?

Para contratar um assistente virtual, como qualquer outro funcionário, é preciso saber o que se espera desse tipo de serviço e, então, analisar os perfis dos profissionais que atendam as expectativas da empresa.

Existem algumas plataformas virtuais, como a Workana, onde é possível abrir um projeto para contratar um assistente virtual. Basta fazer uma breve descrição da vaga, enumerando as habilidades desejadas e o tipo de serviço que será prestado e esperar as propostas dos candidatos.

Para aqueles que desejam contratar um assistente virtual, é bom lembrar que será preciso ser capaz de delegar funções. Para ter sucesso em um negócio, essa é uma habilidade fundamental.

Chega um momento na vida de um empresário ou de um empreendedor, que torna-se urgente a otimização do seu tempo para que possa dedicá-lo a tarefas que farão o negócio crescer, como já pontuamos anteriormente.

Muitas pessoas, se sentem inseguras ao delegar funções e querem controlar tudo. É preciso saber definir o que pode ser delegado para o assistente virtual e confiar nas habilidades desse profissional para executá-las.

Para que tudo corra bem, é essencial buscar referências do profissional que deseje contratar. Dessa forma, o empresário ou empreendedor podem ter a tranquilidade de que os serviços serão realizados de forma eficaz.

Os assistentes virtuais também podem e devem divulgar o seu trabalho nas plataformas virtuais para freelancers, através dos sites pessoais e/ou portfólios.

Ao criar um perfil profissional, a dica é focar nos diferenciais que possui, como por exemplo: habilidades em outras línguas, disponibilidade para trabalhar em tempo integral, conhecimentos específicos em plataformas e aplicativos, etc..

O assistente virtual iniciante deve focar em construir um bom portfólio, com o máximo de opiniões positivas sobre seu trabalho para conseguir boas negociações. À medida que for realizando mais trabalhos e conquistando novos clientes, pode se preocupar em ganhar melhores salários.

Quando um cliente quer contratar um assistente virtual, uma das primeiras coisas que ele irá analisar são os comentários dos clientes anteriores. Construir uma boa reputação é fundamental para agregar valor ao seu trabalho.

Diferenças entre um Assistente Virtual e um assistente físico

O universo digital traz muitas vantagens para os empreendedores atuais. Uma delas, é a possibilidade de contratar um assistente virtual, que desempenha as mesmas tarefas de um assistente físico, porém com um custo muito menor.

A contratação de um assistente físico, ou empregado fixo, para trabalhar em um escritório, gera um custo alto. A redução significativa do custo de um assistente virtual em relação a um assistente físico, é, sem dúvida, a principal vantagem em se fazer essa opção.

Os custos com um funcionário físico são muitos, como por exemplo, encargos e  impostos (FGTS, INSS, férias), que deixam de existir ao contratar um assistente virtual. Além da redução significativa dos custos, a contratação desse profissional proporciona outras economias.

Não é necessário investir em equipamentos, internet e outros acessórios que uma empresa precisaria investir para disponibilizar para um assistente físico. A economia realizada pode ser revertida para investir em outros setores da empresa.

Para empreendedores iniciantes e pequenas empresas, com orçamento limitado, a melhor alternativa para ter alguém para ajudar nas tarefas administrativas, é contratar um assistente virtual.

O assistente virtual cumpre as mesmas funções de um assistente físico, porém de maneira remota, 100% on line. Os custos são radicalmente reduzidos quando o empreendedor não precisa se preocupar com os investimentos necessários a contratação de um assistente físico.

Outra vantagem da contratação de um assistente virtual, é a otimização do tempo. O tempo ocioso no trabalho deixa de existir. Um assistente físico pode se distrair enquanto trabalha, enquanto que essa possibilidade se reduz com um assistente virtual.

Um assistente virtual se concentra mais nas tarefas que executa, pois ele é pago por hora, ou por uma pacote de serviços. A possibilidade de se perder com outras distrações que tirem o seu foco é quase nula, pois acaba se prejudicando também.

Se a empresa não pode pagar por uma carga horária fixa, ao contratar um assistente virtual, define o número de horas que serão trabalhadas e paga-se por elas. Já um assistente físico, precisa cumprir certo número de horas semanais, estabelecido por leis trabalhistas.

A contratação de um assistente virtual é vantajosa, uma vez que ele recebe de acordo com a sua produtividade. Enquanto que um assistente físico, receberá sempre o mesmo valor, independente da sua produtividade.

Toda essa flexibilidade é fantástica, tanto para quem trabalha como assistente virtual, como para quem o contrata.

O assistente virtual sente-se mais motivado do que um assistente físico, pois sabe que terá mais trabalho e maior remuneração se tiver maior produtividade. Isso o fará trabalhar com mais afinco e motivação, sem desperdiçar tempo, e, portanto, dinheiro.

São muitos os benefícios em se contratar um assistente virtual, seja para empresas grandes, pequenas, virtuais ou físicas. É também, uma excelente oportunidade de trabalho para as pessoas que buscam uma nova profissão que permita trabalhar de casa.

Cada vez mais, cresce no Brasil o número de empresas que optam por contratar um assistente virtual. Assim como cresce o número de profissionais capacitados para exercer essa função.

O mercado freelancer no Brasil

Ser um assistente virtual no Brasil, é uma excelente opção para quem possui as habilidades necessárias para a função e esteja buscando formas alternativas de trabalho.

O mercado de trabalho para freelancers, no Brasil e no mundo, cresce exponencialmente, e cada vez mais pessoas têm adotado o estilo home-office.

Além da possibilidade de ganhar dinheiro sem sair de casa, trabalhar como freelancer oferece inúmeras outras vantagens. Nesse artigo, conhecemos alguns benefícios de ser um assistente virtual.

A Rock Content, a maior plataforma de marketing de conteúdo do Brasil, em parceria com a We do Logos e a 99jobs, realizou a maior pesquisa sobre freelancing do Brasil: a Mercado Freelance, que traz um panorama completo para quem pretende ingressar na carreira freelancer.

Na pesquisa, estão presentes as tendências desse mercado, e servem como referência para o assistente virtual.

Os resultados da pesquisa se baseiam em informações e dados coletados com quase 10.000 freelancers do Brasil, vale a pena conferir! Inspire-se com as previsões e crie um portfólio para começar a divulgar o seu trabalho de assistente virtual já!

Como criar um portfólio incrível de assistente virtual

O portfólio é o cartão de visitas dos profissionais freelancers. Nele, estará uma compilação dos trabalhos que você já realizou. Escolha os melhores para mostrar ao mundo!

Os contratantes irão acessar o seu portfólio, sem dúvida nenhuma, para decidir se irão te contratar ou não. É uma ferramenta indispensável para o assistente virtual.

Você pode criar uma apresentação incrível e mostrar toda a sua capacidade, suas habilidades e diferenciais! Muitos assistentes virtuais competentes não possuem ensino superior, e, por isso, criar um portfólio é mais eficaz do que um currículo comum.

Quem contrata um assistente virtual quer saber do que esse profissional é capaz de fazer, de produzir, mais do que os títulos que ele possui. A sua experiência conta mais do que as suas formações e especializações, acredite.

Invista na criação de um portfólio eficiente para divulgar o seu trabalho como assistente virtual e conquiste muitos clientes!

Você pode optar por construir um portfólio físico, que contenha o resumo de seus melhores trabalhos impresso. Mas a verdade é que isso está ficando cada vez mais raro e desnecessário.

Num mundo cada vez mais virtual, onde quase tudo pode ser compartilhado virtualmente, criar um portfólio digital passou a ser quase uma exigência. É possível desenvolvê-lo no formato PDF ou através de plataformas online, como a Behance.

O importante é criar um portfólio incrível, com um design atraente e fácil de visualizar as informações mais importantes. Se for preciso, contrate um profissional para te ajudar. Quanto mais bem feito for o seu portfólio, mais credibilidade você vai passar para o seu cliente.

Lembre-se de ser honesto no seu portfólio e insira apenas os serviços e funções que você realmente seja capaz de realizar. Caso contrário, você estará agindo contra você mesmo, pois mais cedo ou mais tarde as suas habilidades serão testadas.

Depois de pronto você pode divulgá-lo nas suas redes sociais, como o LinkedIn ou enviar por e-mail para os seus possíveis clientes.

Ficou claro como ser um assistente virtual e usufruir de todos os benefícios dessa profissão?

Se esse artigo foi útil para você, compartilhe-o em suas redes sociais e ajude outros profissionais a conhecerem os benefícios dessa profissão!

Como ser um assistente virtual
5 (100%) 1 vote

3 pontos de vista sobre "Como ser um assistente virtual"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *